Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte (DRENURBS)
Ano: 2000 a 2013
Tema: Águas Urbanas
Localização: Belo Horizonte/MG
Contratante: Prefeitura Municipal de Belo Horizonte – Superintendência de Desenvolvimento da Capital (SUDECAP)
O Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte (DRENURBS) tem como finalidade geral melhorar a qualidade de vida da população do município por meio do controle e da recuperação dos recursos hídricos naturais, buscando a valorização das águas existentes no meio urbano. Inicialmente (2000), a Práxis elaborou o detalhamento do diagnóstico sanitário ambiental e a concepção de propostas de intervenções estruturais e não estruturais para as sub-bacias dos córregos Bonsucesso, Jatobá e Barreiro e parte da contribuição direta do Arrudas, no trecho da Região do Barreiro. Posteriormente, em 2002, a Práxis participou dos Estudos de Viabilidade Econômica e Ambiental e priorização das 13 bacias elementares que seriam objeto de intervenções, e, em 2003, desenvolveu o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do Programa, que, em sua primeira fase, iniciada em 2004 e concluída em 2011, abrangeu cinco bacias hidrográficas: córregos Primeiro de Maio, Nossa Senhora da Piedade, Baleares, Engenho Nogueira e Bonsucesso. Em oposição à tradicional concepção de evacuação rápida das águas, as soluções implementadas nessas bacias foram orientadas pela prioridade dada à reservação e ao amortecimento dos escoamentos superficiais, que resultaram na implantação de projetos de parques lineares e bacias de detenção, dotadas, em alguns casos, de estruturas de lazer para uso social das comunidades do entorno. Entre 2003 e 2008, a Práxis elaborou ainda estudos ambientais visando à obtenção de licença de implantação para as obras nas bacias dos córregos Bonsucesso, Baleares, Olaria e Jatobá, Várzea da Palma e Engenho Nogueira. Em 2006, a Práxis participou da implementação do Plano de Desapropriação, Indenização e Relocação de Famílias e Negócios Afetados (PDR) pelas intervenções previstas, que havia sido desenvolvido pela Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (URBEL), nas sub-bacias Baleares, Primeiro de Maio e Nossa Senhora da Piedade. Nessa oportunidade, desenvolveu as atividades de cadastro das famílias, o acompanhamento das negociações e realizou pesquisas de monitoramento. De 2007 a 2013, a Práxis foi responsável pelo desenvolvimento e coordenação dos trabalhos de Mobilização e Comunicação Social do Programa.
2012 a 2015
Calafate e Bairro das Indústrias
2000 a 2013
Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte
2016
Vargem das Flores